quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

E o dia amanheceu apesar de todas as dores
E o sol nasceu indiferente ao que se passa dentro de mim
E a vida teima em continuar!

4 comentários:

Ana Carolina disse...

É horrivel quando o sol nasce e não sentimos o seu calor. Ainda bem que hoje chove, por aqui.

- Renan Coelho disse...

Bom blog.

Vargas disse...

Isso me lembra aquele poema do Drummond da noite... não lembro o nome.
gostei do teu blog, minha cara!
quando puder visite o meu!
beijos

Anônimo disse...

As vezes amanheço assim!

beijos querida lou

By: Felina